sexta-feira, 31 de março de 2017

7 dimensões de uma igreja profética

Luciano Motta

{ Estamos estudando em nossa Comunidade sobre a Pessoa e as ações do Espírito Santo e o caráter profético da igreja. Uma das palavras que ministrei em março foi esta, baseada no livro Growing in the prophetic, de Mike Bickle (capítulo 7, p.69). }


1) A revelação do testemunho do coração de Deus

É uma igreja com foco no que está queimando no coração de Deus: o que Ele sente, Suas afeições, Seus planos.

Habacuque 1.1 “Sentença revelada ao profeta Habacuque.”
= “Massá”: carga, peso, declaração, sentença

Isaías 40.3 “Voz do que clama no deserto:  Preparai o caminho do SENHOR; endireitai no ermo vereda a nosso Deus.”
= João 1.19.23 “eu sou a voz do que clama no deserto”
= João Batista encarnou a mensagem

Devemos estar mais focados em preparar as pessoas a se encontrarem com o Noivo e Suas afeições (Seu coração) do que em prepará-las para seus ministérios.

2) A proclamação da mensagem profética do fim dos tempos

É uma igreja que proclama os planos de Deus para os dias do fim de uma maneira clara e destemida.

Ezequiel 2.10-3.3 e Apocalipse 10.8-11
= Ezequiel e João comeram o rolo de um livro / se alimentaram da palavra profética

Ezequiel 3.3 “E me disse: Filho do homem, dá de comer ao teu ventre e enche as tuas entranhas deste rolo que eu te dou. Eu o comi, e na boca me era doce como o mel. “

Na boca, doce como o mel / No estômago, amargo = a palavra é maravilhosa (graça), mas produz um mal-estar (aponta a necessidade de um arrependimento interior, de como o nosso pecado ofende a Deus – como na saída do Egito: pão sem fermento, vinho, cordeiro e ervas amargas)

Dia do Senhor = grande e terrível
Discípulos = as pessoas vão nos seguir ou nos crucificar
Não existe meio termo no Reino de Deus, não há como ficar indiferente

3) A preservação e a proclamação da Palavra de Deus como padrão profético na terra

É uma igreja que preserva e proclama as verdades imutáveis de Deus contidas nas Escrituras.

A Palavra de Deus é preciosa. Precisamos zelar por ela.

Existe grande fome pela Palavra em nossos dias.

4) A recepção da atual direção profética

É uma igreja que discerne o atual mover do Espírito – “visão atual”, “palavra procedente”
= O que Ele está fazendo hoje?
= A nuvem da presença se moveu ou permanece onde está?

“Se temos a Palavra sem o Espírito, secamos. Se temos o Espírito sem a Palavra, explodimos. Se temos a Palavra e o Espírito, crescemos”.

5) Sonhos e visões proféticas e o poder de Deus

É uma igreja que demonstra o poder “sobrenatural” de Deus, equipada com dons, sonhos, visões, operação de milagres, discernimento de espíritos (1 Coríntios 12.8-11).

O Deus vivo das Escrituras “aparece” de modo pessoal, íntimo e tangível.

1 Coríntios 4.20 “Porque o reino de Deus consiste não em palavra, mas em poder.”

6) O clamor profético contra a injustiça

É uma igreja que se posiciona de “modo corporativo” contra a injustiça e a opressão.

Lucas 4.16–19,21 “16 Indo para Nazaré, onde fora criado, entrou, num sábado, na sinagoga, segundo o seu costume, e levantou-se para ler. 17 Então, lhe deram o livro do profeta Isaías, e, abrindo o livro, achou o lugar onde estava escrito: 18 O Espírito do Senhor está sobre mim, pelo que me ungiu para evangelizar os pobres; enviou-me para proclamar libertação aos cativos e restauração da vista aos cegos, para pôr em liberdade os oprimidos, e apregoar o ano aceitável do Senhor... 21 Então, passou Jesus a dizer-lhes: Hoje, se cumpriu a Escritura que acabais de ouvir.” (Jesus não completa a sentença de Isaías 61.2: “apregoar o ano aceitável do SENHOR e o dia da vingança do nosso Deus” – ainda não era a hora de vir como Leão, mas como Cordeiro – aquele era um tempo de graça, um “ano aceitável”)

Deus posiciona seus profetas em plataformas seculares: governo, escolas, hospitais, locais de trabalho...
= José e Daniel foram representantes de Deus no Egito e na Babilônia
= William Wilberforce lutou contra a escravidão na América
= Lou Engle, James Dobson lutam contra o aborto

Precisamos nos posicionar no lugar onde estamos (com sabedoria e sensibilidade do Espírito).

Precisamos continuar clamando para que Deus estabeleça seus homens e mulheres em lugares estratégicos em nossa cidade e nação.

São dias radicais... Vamos ter que nos posicionar.

7) O chamado profético à santidade

É uma igreja que se posiciona contra tudo que fere a santidade e a justiça de Deus, tudo que se opõe ou desvirtua os valores do Reino de Deus.

O que antecede um avivamento? – Joel 2.12-13 “Ainda assim, agora mesmo, diz o SENHOR: Convertei-vos a mim de todo o vosso coração; e isso com jejuns, com choro e com pranto. Rasgai o vosso coração (homem interior, mente, vontade), e não as vossas vestes, e convertei-vos ao SENHOR, vosso Deus, porque ele é misericordioso, e compassivo, e tardio em irar-se, e grande em benignidade, e se arrepende do mal.”

Também Atos 3.19.21 “Arrependei-vos e convertei-vos...”

ARREPENDIMENTO = A mensagem do Evangelho só faz sentido aos perdidos quando quem a anuncia já mudou sua forma de pensar (se arrependeu) e voltou o coração (se converteu) integralmente a Deus. Quem anuncia as boas novas anda em novidade de vida – seus dias na terra dão bom testemunho de todas as maravilhas que Cristo fez e tem feito.

As pessoas que proclamam o Evangelho vão além das palavras; são cristãos que se tornaram um discurso encarnado – vivem a dimensão JÁ do Reino. A mensagem que carregam e anunciam é inseparável de seu estilo de vida: vivem em santidade, desenvolvem a salvação com temor e tremor (Filipenses 2.12b)

Temor = phobos (medo / reverência)
Tremor = tromos (estremecer de medo / alguém que faz o melhor para cumprir o seu dever, mas que mesmo assim desconfia estar em falta)

Modelar as nossas vidas (salvas e redimidas em Cristo), com reverência a Deus, sempre tendo a “desconfiança” de que ainda não chegamos lá (ainda precisamos crescer, e muito! – Paulo diz não ter alcançado: “prossigo para o alvo”)