sábado, 30 de dezembro de 2017

Feliz 2018

Luciano Motta

O que fazer para que 2018 seja um ano realmente novo? Trabalhe. Trabalhe muito! Não transfira a outros o que cabe somente a você. Mas tenha momentos de descanso e solitude: leia, conheça, silencie, escute, contemple. Desligue-se das redes sociais, dos dispositivos eletrônicos, de tudo que roube espaço, tempo e energia. Mas esteja sempre rodeado dos amigos, dos irmãos, da família – abraços, sorrisos, cutucadas e curtidas reais são indispensáveis! Viva de forma sábia, e não insensata. Aproveite bem cada oportunidade, porque os dias são maus (Ef 5.15-16).

Não basta desejar novas realizações, é preciso realizar o novo: percorrer rotinas e caminhos que nos façam sentir o frio na barriga do desafio, do risco, do mistério, da amplitude. Somos moldados e confinados ao que nos acomoda, por isso devemos erguer nossos olhos para adiante de nós mesmos, de nossas próprias dificuldades e limitações.

Novas realizações são a consequência do que estamos vendo e ouvindo, munidos das ferramentas certas, bem organizados quanto ao tempo que dispomos, tendo sempre ao nosso lado pessoas que também estão vendo e ouvindo Deus, Aquele que nos ilumina e que nunca nos decepciona (Sl 34.5), Aquele que diz: "Eu faço novas todas as coisas!" (Ap 21.5).

domingo, 24 de dezembro de 2017

Natal: superando impossibilidades

Luciano Motta

O Natal é um tempo em que superamos impossibilidades.

Famílias inteiras se reúnem neste dia. Não importa se o motivo é a comida ou a bebida, ou se a reunião só é possível por causa do patriarca ou da matriarca já de idade avançada. A impossibilidade do encontro em família é vencida, ainda que por um breve momento.

Amigos trocam presentes. É notório que a data se tornou mero comércio, as lojas estão cheias, há um corre-corre para gastar e consumir. Entretanto, a atitude de comprar um presente para alguém derruba a impossibilidade de pensar no outro antes de pensar em si mesmo.

Anônimos se mobilizam nesta época do ano para ajudarem pessoas menos favorecidas, repartindo um pouco do que receberam. Gestos assim provam que ainda podemos ultrapassar a impossibilidade de sermos solidários em tempos marcados por forte individualismo.

Há muitos anos, um profeta anunciou: “O povo que andava em trevas viu uma grande luz; e resplandeceu a luz sobre os que habitavam na terra da sombra da morte... Porque um menino nos nasceu, um filho nos foi concedido. O governo está sobre os seus ombros, e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Eterno, Príncipe da Paz” (Isaías 9.2,6). Séculos depois, a profecia se cumpriu: “A virgem engravidará e dará à luz um filho, a quem chamarão Emanuel, que significa: Deus conosco” (Mateus 1.23). De forma miraculosa, e até incompreensível, nasceu o Redentor, o Salvador do mundo: “o Verbo se fez carne e habitou entre nós, pleno de graça e de verdade; e vimos a sua glória” (João 1.14). Por meio de Jesus Cristo, a impossibilidade de reconciliação com Deus foi definitivamente desfeita, e hoje, ao Seu lado, podemos desfrutar de uma vida extraordinária!

Que o Natal abra espaço em nossas rotinas e eleve nossos pensamentos a virtudes quase impossíveis – e tão fundamentais – nestes dias conturbados, como a fé, a esperança e o amor. Muito acima de questões familiares ou amizades, de comida ou bebida, de presentes ou doações, que este seja um tempo para entregarmos todo nosso coração Àquele que veio ao mundo e deu Sua própria vida – por você e por mim – e descobrirmos Nele que “tudo é possível ao que crê” (Marcos 9.23).

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Encontros com Deus



Ministrei esta palavra em nossa reunião de domingo, no último dia 24/09.

A Bíblia relata dois encontros memoráveis de Moisés com Deus: o primeiro, no episódio da sarça ardente (Êxodo 3), e o segundo, no monte Sinai (Êxodo 33).

Qual é a grande diferença entre esses dois encontros?

O que aprendemos com a maneira como Deus transformou a vida de Moisés a partir desses dois encontros?

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Assine meu canal no YouTube

Algumas novidades para 2018 no meu canal do YouTube: estou produzindo vídeos com breves reflexões sobre os temas do meu livro Valores do Reino; comentários sobre as canções já gravadas e o processo de composição; algumas reflexões sobre vida cristã, espiritualidade, cultura, criatividade...

Novas canções estão no forno (algumas já são cantadas em minha igreja local e em minhas andanças por aí). Vamos entrar em estúdio e lançar tudo em vídeo também. Orem por este projeto.

Enquanto isso, assine meu canal no YouTube e não perca as novidades!