quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

Comunhão

{ Tenho estudado nos últimos meses, junto com os irmãos de minha congregação, a respeito desse tema tão importante e urgente para a igreja brasileira atual. Acredito que se todos nos despertarmos para o verdadeiro significado da comunhão entre nós, se conseguirmos avançar em ligações legítimas e profundas de aliança entre nós, sem desmerecer as demais coisas que Deus mesmo realizou, mas unindo Palavra + Carisma + Comunhão, então se cumprirá a oração de Jesus descrita no Evangelho de João capítulo 17. O texto que segue é uma síntese dos últimos três encontros. }

Em Gênesis 1.26 lemos "Façamos" = A criação do homem envolveu diálogo. Deus quer relacionar com métodos pessoais, e não impessoais.

Elohim = mesma palavra usada para "deuses" (Deus trino, plural).

Pai > Filho > Espírito Santo (uma relação circular de unidade)

João 17.21 = Deus quer incluir a Igreja nessa relação circular de unidade (ver João 17.1-5, 16.13, 1 Coríntios 2.9-10, Mateus 12.31-32).

Pai > Filho > Espírito Santo > Igreja

Jesus não aceita que fale mal do Espírito Santo, pois tem comunhão com Ele (Lucas 12.10).

Cristo é a imagem de Deus - Ele quer que sejamos a representação exata de Deus (ver Colossenses 1.15, 2 Coríntios 4.4, Hebreus 1.3, Romanos 8.29).

Provérbios 18.1 = quem vive isolado busca seu próprio desejo.

1 João 5.6-8 = As três testemunhas: O Espírito, a água (Palavra) e o sangue (comunhão).

Efésios 4.16 = Corpo ajustado, ligado, unido.

Há três tipos de relacionamento: com pessoas mais maduras, com pessoas de mesmo nível e com pessoas menos maduras. Nesses níveis se estabelecem as relações de discipulado e troca de experiências.

A comunhão produz edificação, crescimento e cooperação com o Reino de Deus na terra (ver 1 Coríntios 12.13, Atos 5.14, 11.24).

Aspectos da Ceia:
* Comer de Cristo, beber do Seu Sangue (João 6.53)
* Na comunhão comemos do Cristo que está no irmão, sendo Cristo e nós = pão (1 Coríntios 10.17)
* Somos unidos com Ele (Romanos 6.4-6)

Comunhão = Comunidade
* Aspecto universal = Mateus 16
* Aspecto local = Mateus 18

Hoje os relacionamentos são muito utilitaristas. Isso não é necessariamente um erro, mas indica falta de maturidade (uma criança pensa muito em si mesma).

Servir a Deus implica em servir ao próximo, não às estruturas.

Comunhão é ter afinidade com a Causa (o Propósito de Deus). Isso é muito maior do que afinidades pessoais.

Relacionamentos não escapam de atritos, feridas - só assim se vê o sangue. O grão deve morrer para brotar a vida, a casca deve ser rompida.

Realidade, verdade, mostrar quem é = elementos indissociáveis da comunhão.

2 comentários:

  1. Curti muito oq vc escreveu, bro.
    posso postar no meu blog?
    Paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, claro. Só peço que deixe o link daqui. E me diga qual o seu blog, ok?

      Excluir