sexta-feira, 6 de setembro de 2013

"Avivamento" - Conferência A Igreja como Casa de Oração



Por Ângelo Bazzo - Síntese da palavra da primeira noite (quinta-feira, dia 05/09)

2 Crônicas 7.14

“Sarar a terra” – isso é avivamento!

Visitação + Conversão + Transformação

Atos 2 – Visitação de Deus:
“De repente” – “som do céu” – quebra a mesmice, tudo muda
“Línguas de fogo” – envolveram todo o corpo, da cabeça aos pés, de dentro para fora

Deus está em todos os lugares? Não é bem assim. Ele é onipresente, não há como se ausentar da sua presença. Mas há momentos que a Sua presença se intensifica, e isso é diferente de outros lugares. Por que isso ocorre? Porque há pessoas desejando o Senhor, e onde Ele é invocado, Ele se manifesta! Sua presença invade o lugar.

Quando recebemos uma palavra de conhecimento ou uma direção de um irmão, naquele momento não sentimos a presença de Deus, mas a unção profética daquele irmão. Avivamento é quando Deus mesmo vem para o meio do seu povo. Há diferença entre unção e glória de Deus – com unção, ministramos melhor, pregamos melhor, mas quando vem a glória de Deus, não conseguimos mais ministrar nem pregar.

Avivamento é quando toda uma comunidade é batizada no Espírito Santo ao mesmo tempo. No contexto de 2 Crônicas, ao término da construção do templo, a glória de Deus encheu a casa, e ninguém conseguiu ficar de pé.

Isaías, quando viu a glória de Deus, disse: “Ai de mim, que vou perecendo! Porque sou homem de lábios impuros” – o pecado interior é exposto pela visitação de Deus. Toda visitação de Deus gera conversão, arrependimento.

"Eu me coloco em chamas, e o povo vem para me ver queimar" - John Wesley (respondendo à pergunta de como ele atraía as multidões).

Atos 2.37 – “ouvindo eles estas coisas” – as pessoas sentiram uma dor profunda no coração = compungir.

Se sou obrigado a evangelizar, é porque não estou gostando muito disso... Não estou queimando, falta vida – falta avivamento! Se Cristo me salvou e me transformou, quero anunciar a todos! Poucas palavras já incendeiam corações, em qualquer lugar.

Sem avivamento, criam-se técnicas para ganhar pessoas para a igreja. Alguém que é ganho por meio da música gospel só ficará na igreja se tiver música gospel. Se atraímos por causa do Evangelho, e Cristo crucificado, as pessoas permanecerão por causa do Evangelho de Cristo.

Toda conversão verdadeira leva a transformação. Sarar a terra = ambiente transformado, além das pessoas convertidas. Pense em cidades sem presídios porque não há criminosos – Deus visitou a cidade, as pessoas se arrependeram e houve transformação na terra, na sociedade, na cultura.

Levítico 18.24 – “até a terra ficou contaminada” – o pecado contamina a terra.

Uma prova de que a terra de São Gonçalo precisa ser curada = a maior quantidade de templos evangélicos no mundo por metro quadrado! Só que isso não é sinal de que as coisas estão mudando: a política, a cultura, etc. NÃO HÁ TRANSFORMAÇÃO DA TERRA.

Avivamento da Rua Azusa – pessoas caíam no poder de Deus antes de chegarem no lugar de reunião. Mas não houve transformação completa da cidade – parou em uma parte, apesar de gerar coisas boas em Deus. Nem todas as cidades serão transformadas no mundo – mas se não ocorre isso, então deve ser esperada uma perseguição. Os evangélicos são aceitos hoje pela sociedade. Somos parte do problema.

Como pôr tudo isso em prática?
“Se o meu povo...” (vamos continuar com nossa vidinha, fazendo as mesmas coisas?).
Posição: se humilhar (reconhecer que não temos avivamento).
Orar como nunca, interceder como nunca, buscar a face de Deus como nunca... então Deus poderá fazer alguma coisa.

Muitos que se dizem crentes nunca tiveram um encontro real com Cristo. Quando o avivamento chega, Deus começa a salvar “crentes falsos”, não importa o cargo ou a denominação. Se não está queimando, amando a Deus de todo o coração, existe a possibilidade de não ser salvo. Quando nascemos de novo, Deus nos dá um coração para amá-Lo totalmente.

Não sei você, mas eu preciso de avivamento!

Avivamento para quem está morto, reavivamento para quem está apagado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário