terça-feira, 3 de setembro de 2013

Sobre a unidade da Igreja

Por Agenor Neto - Niterói, 30 de junho de 2013.

Vós sois o Corpo de Cristo, uma parte do Seu Corpo que está espalhada pelo mundo. Há aqui nesse pedaço do Corpo aqueles que anseiam pelo Senhor? Que esperam com ardor a Sua volta? Que sentem uma saudade do Noivo e querem desesperadamente que Ele se apresse para o casamento? Sim? Essa é a prova que sois parte do Corpo de Jesus, o Noivo, o Cabeça do Corpo.

Ele se aproxima. Sua volta está próxima. Mais próxima do que jamais esteve! Ele vem para casar, para se unir à Sua Igreja, Sua amada Noiva.

Mas Sua Noiva está quebrada! O Seu Corpo está quebrado! Mas o Senhor Deus há de transformar o mal em bem. O Espírito Santo há de mover-se e mostrará a todos os pedaços do Corpo do Filho que eles são um só Corpo! O Espírito de Deus andará pela Terra e fará entender a todo o Corpo que são um!

O Espírito, que desde a eternidade esteve entre o Pai e o Filho, promovendo o amor e a comunhão perfeitos entre eles, moverá na Igreja essa mesma união em amor. Em cada grupo, pequeno ou grande, que faça parte da Noiva, o Espírito há de mover. Não perderão suas particularidades, assim como no corpo humano os olhos são diferentes das mãos, e estas dos pés, mas são parte do mesmo corpo. Todos hão de se reconhecer como partes do Corpo, como parte da Noiva de Cristo, e estarão unidos pela mesma ansiedade: a presença do Noivo, Sua volta vitoriosa, Seu Reino Eterno. Isto os unirá! A mesma vontade de ver o Senhor Jesus reinando sobre tudo e sobre todos!

Corpo de Cristo, esteja atento à ação do Espírito NESTES DIAS. Em JEJUM e ORAÇÃO esteja vigilante! O Senhor Jesus, o Noivo, vem! O Espírito restaurará o amor incondicional ao Noivo, ao Cordeiro, ao Senhor Jesus! ESSA É a vontade do PAI!!!

. . . . .

Agenor Neto estava orando pela unidade do Corpo de Cristo, quando teve essa impressão sobre a unidade da Igreja. Depois de escrevê-la, entendeu que essas palavras deveriam ser repassadas a todos os grupos, igrejas e comunidades cristãs, para que todos possam estar orando e buscando esse mover do Espírito em prol da unidade, que começará ainda neste ano. 

Antes de qualquer movimentação pela unidade, é imprescindível que os crentes se mobilizem em oração intensa, a fim de que o Espírito Santo mova a Igreja da maneira como Ele quiser, algo que não sabemos como fazer - por isso a necessidade de esperarmos Nele em oração. 

Espalhe essa mensagem a outros irmãos: vamos orar pela unidade da Igreja, apenas orar, sem grandes movimentos agora. Vamos orar para que Ele faça do jeito Dele, e nos una conforme a unidade que há entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo - para que o mundo creia (João 17.21).

Talvez sejam necessários encontros específicos e pontuais, o povo de Deus se reunindo conforme o "som da trombeta": "Grande e extensa é a obra, e nós estamos separados no muro, longe uns dos outros; em qualquer lugar em que ouvirdes o som da trombeta, ali vos ajuntareis conosco. O nosso Deus pelejará por nós" (Neemias 4.19-20) - não por causa da presença de "inimigos", como no contexto de Neemias, mas pela necessidade de nos aproximarmos, de deixarmos um pouco nossas agendas pessoais e eclesiásticas, em encontros que podem ser uma conferência, uma reunião de oração, uma reunião para alinhar visões e impressões a respeito do que Deus está realizando e orientando a Sua Igreja. Mas a ação mais simples e vital continua sendo a oração pela unidade. Vamos nos concentrar em orar e esperar Nele. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário