segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Entretenimento: mais um amante

Por Luzia Gavina, em nota no facebook.

O entretenimento tornou-se um grande mal na igreja contemporânea. Viciamos nesse componente da vida social que se instalou em nossa vida como algo capaz de satisfazer momentaneamente o vazio de vidas religiosas distantes de Deus. Ele se encarrega de iludir, trazendo uma sensação de bem estar, porém, em algum momento, tal sensação simplesmente desaparece e o que sobra é apenas um imenso e profundo vazio de uma vida impregnada de uma dolorosa ausência de Deus.

O entretenimento, apesar de parecer inofensivo, é um agente poderoso que mantém boa parte dos cristãos iludidos, viciados no bem estar de uma vida terrena, repleta de valores mundanos. Conseguiram embutir o entretenimento até mesmo nos púlpitos das igrejas através de sermões, mensagens e canções que massageiam a alma, trazendo uma falsa esperança e afirmando os desejos mais egoístas do coração humano, permitindo uma volta para casa com um sentimento bom, que diz: Está tudo bem!

Não sei até que ponto esse tal entretenimento pode entrar na vida de um cristão. Porém, acredito que se temos uma vida de relacionamento com Deus, saberemos por limites à ele. No entanto, hoje, boa parte da igreja tornou-se viciada nele. Por estar distante do seu noivo, a noiva de Jesus não pôs limites ao entretenimento, pelo contrário, se “deitou” com ele, tornando-o seu amante.

A “coisa” chamada igreja está tão mergulhada em Babilônia, tão consumida pela ideologia do mundo que passou a fazer parte do grande sistema babilônico deste século. É hora de decidir! Aqueles que fazem parte da noiva que o Senhor Jesus irá resgatar saiam da Babilônia! Saiam da “coisa” que hoje chamam de igreja (não me refiro à igreja enquanto uma estrutura física, mas sim uma estrutura metal, uma mentalidade religiosa. Talvez isso te leve a um deslocamento físico, talvez não), para que finalmente a verdadeira e gloriosa Igreja de Jesus, a noiva do Senhor Jesus seja restaurada e edificada. Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário