quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Bibelô



bibelô novo pra ser usado
ideal que fique destacado
depois junte-se a tantos outros, desgastado
na plataforma fria, vazia, cheia de hipocrisia
onde ninguém se importa com quem está ao lado

bibelô na ativa
aí é o seu lugar
que lindo! é só para nos agradar
começa, termina, as pessoas se animam
importante é que o show tem de continuar

bibelô sufocado
pelo controle exagerado
fraqueza da alma de quem não quer perder o poder
é mais fácil sufocar
do que aprender a crescer

bibelô empoeirado
no interior, ninguém o toca
enfadado por apenas embelezar
tratado como se não tivesse mais nada pra dar
seu conteúdo? que fique guardado

bibelô surtado
acordou pra vida, resgatado
das tensões e frustrações de outrora
seus olhos abertos pro futuro
o fardo agora não é pesado

bibelô renovado
livre da ditadura da aparência
do ativismo exacerbado
despreocupado com o que vão dizer
vivendo o que foi criado pra ser

...

Autora: minha esposa Ana Cristina Pina (em parceria comigo).

Veja outros poemas em Versar e Viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário