segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Feliz Natal



Feliz Natal
Feliz abraço convencional
Feliz sorriso amarelado
Feliz papo sempre furado
Feliz troca de presentes
Feliz inimigo oculto iminente
Feliz mesa repleta de comida
Feliz estranha árvore colorida
Feliz se notassem o Aniversariante nesse dia
Feliz certamente Ele ficaria

Infeliz Natal
Infeliz data comercial
Infeliz para os que estão à margem
Infeliz quando o chester é só uma imagem
Infeliz alegria no rosto tingida
Infeliz solidariedade fugaz e fingida
Infeliz balofo e vermelho velhinho
Infeliz coração do que chora sozinho
Infeliz sem Aquele que tudo pode fazer
Infeliz porque tinha tudo para ser
Feliz

...

Autor: Luciano Motta

{ Escrevi este poema no Natal de 2009 depois de uma frustração. Eu explico: Os familiares todos lá em casa, reunidos, e eu não consegui chamar a atenção das pessoas para JESUS. Prevaleceu a força da troca de presentes, das comidas maravilhosas, dos desenhos animados que passavam na TV. Daí a minha frustração. Espero que seja diferente neste ano. Espero que seja diferente também na sua casa. Vamos elevar JESUS acima de tudo, afinal, o Natal é (ou deveria ser) para ELE, por causa DELE. }

Veja outros poemas em Versar e Viver.

Nenhum comentário:

Postar um comentário